sábado , 20 Janeiro 2018
Home / Artigos / Colunistas / NATAL DE JESUS NA PESSOA DOS POBRES.

NATAL DE JESUS NA PESSOA DOS POBRES.




Jesus nasceu pobre, na periferia, distante dos palácios, das riquezas. Como pobre, sentiu as dores do povo oprimido, injustiçado, ferido na sua dignidade de pessoa humana. Aliás, toda sua vida foi voltada para os pobres. Basta ver o sermão da montanha.

É natal! Muita luz, muita festa, muita música e muito enfeite. Na noite de natal, haverá muitos banquetes, muita comilança. Nas mansões, o clima é de grande festa. Cada um com sua roupa caríssima, elegância fora do comum. Tudo é encantador, maravilhoso, emocionante: Comidas, bebidas, músicas, desfiles de modas. Porém, o Jesus pobre, esfarrapado e humilhado, na pessoa dos famintos, doentes, presos, injustiçados, não será o centro da festa. Para essa gente, esse Jesus não existe.

É natal! Na noite de natal, milhares de crianças vão morrer de frio, de sede, de fome… Muitos irmãos nossos vão clamar, no seu mais profundo silêncio, por justiça, por dignidade, por vida.

É natal! No dia do nascimento de Jesus pobre, esfarrapado, milhões de seres humanos estarão gritando: socorro! Falta pão na nossa mesa.

É Natal! Onde moro, muitas pessoas andam em casa em casa pedindo pão, remédio etc. É a Via Sacra de Jesus na vida do povo sertanejo.

É natal! Neste dia, muitos animais de estimação estarão com suas roupas novas, de marcas, banhados e cheirosos, comendo comida especial, mas as criancinhas preferidas de Jesus vão dormir chorando pedindo um pouco de pão.

É natal! Aqui no sertão paraibano, neste dia de natal, os clamores dos pobres por justiça social, por dignidade, por liberdade, por pão e água chegam aos ouvidos de Deus.

É natal! Os pobres comem um pouco de feijão, arroz e um pedaço de carne, enquanto os ricos se deleitam com suas comidas caríssimas. Então, é natal dos pobres e dos ricos?

É natal! Políticos, sem escrúpulos, aumentam seu próprio salário, enquanto o povão sobrevive graças a um famigerado salário mínimo.

É natal! Relativismo religioso, secularismo, absolutização do poder, do ter; abandono dos valores evangélicos.

É natal! Alienação política, terrorismo político-cultural, reacionarismo religioso, relativismo ético-moral, consumismo, idolatria do mercado. É natal dos endinheirados, dos consumistas.

É natal! Desprezo à pessoa humana, fome, miséria, sede, guerra, desemprego, injustiça social. Quanta hipocrisia na noite de natal!

É natal! Tantas vezes cristãos compromissados com o reino de Deus, com a justiça social são vítimas de calúnias, difamações, de violência.

É natal!, Quantas pessoas clamando por assistência-médico-hospital com dignidade.

É natal! Corrupção nas esferas públicas reina neste Brasil. E os pobres sofrem as terríveis consequências.

É Natal. Falta tudo para os pobres, menos para os ricos.

É Natal! Na região onde moro, a miséria, a fome, o desemprego e o desespero voltaram a reinar. É a cruz pesada nos ombros do povo do sertão.

É Natal! Tantas famílias divididas, sem união, sem amor e paz. Tantas lágrimas derramadas, em cada quarto, em cada sala, em cada recanto da casa.

É Natal! Tantos idosos desprezados, ignorados, excluídos, esquecidos, pela família, amigos, vizinhos e pela própria sociedade, que se diz cristã.

É Natal! Milhares de seres humanos não têm casa para morar. Muitos dormem nas ruas, praças e calçadas, sem nenhuma proteção. É Jesus crucificada em casa pessoa humana.

É natal! Muitas orações, muitas celebrações, muitos louvores, muitos aplausos para Jesus, muitas mensagens de felicitações, muitas confraternizações, porém, pouca sensibilidade humano-cristã diante do grito de dor, de desespero de tantos irmãos e irmãs.

E o natal? Na criança faminta, no doente mal atendido nos hospitais, na pessoa desempregada, nos agredidos em sua dignidade de pessoa humana, nos pobres, nos favelados, nos sem vez e voz. Então é natal de Jesus na pessoa dos pobres.

É Natal! E a sociedade opulenta, que se diz cristã, continua excluindo, marginalizando, os preferidos de Deus.

É Natal! E a pessoa humana não vale pelo que ela é, mas pelo que possui: dinheiro, poder, status.

É Natal! Muitos filhos de Deus são vítimas do racismo, preconceito, homofobia.

É Natal! E a roubalheira dos poderosos políticos a todo vapor, gerando consequências graves na vida do povão.

É Natal! Os coronéis políticos tratando os pobres como boiada, massa de manobra.

É Natal! E os poderosos continuam oprimindo, massacrando, através de leis injustas, iníquas, os pobres, os pequeninos.

É Natal! Triste dos sem vez e voz.

Então é natal em cada Belém deste recanto nordestino.

 

Padre Djacy Brasileiro, em 24 de dezembro de 2017.

Deixe seu Comentário via Facebook

Comentário(s)

Veja Também

Avaliador técnico do Time Vasco da Gama fará peneirão durante inauguração de Estádio, em Conceição (PB)

Mais uma grande obra será inaugurada e entregue a população na cidade de Conceição (PB). ...

%d blogueiros gostam disto: